selo premio6

Inicial Publicações e Peças Promocionais


Observação de Aves

Observação de Aves como Atividade Turística

A observação de aves é uma atividade turística resultante da vertente contemplativa do ecoturismo. A Associação Americana de Observadores de Aves (ABA) possui cerca de 20 mil sócios e aproximadamente 13 mil deles realizam mais de 10 viagens por ano para observar aves, podendo gastar mais de três mil dólares por pessoa em cada viagem realizada.
Trata-se de uma atividade saudável, não somente pelo contato íntimo com a natureza, mas também por ser considerada uma agradável terapia de relaxamento, aliviando o stress do dia a dia e, permitindo ainda, que o praticante obtenha informações importantes da fauna e flora local.
A observação de aves envolve a prática de caminhada ao ar livre procurando integrar o homem aos demais componentes do meio ambiente. Uma vez que esta atividade proporciona um contato aprofundado com a natureza, agrega a educação ambiental através do conhecimento. Este contato desperta o interesse pela procura de aves, visando satisfação e relaxamento para o praticante; e para a ave, a garantia de sair incólume.
A prática desta atividade é muito organizada e difundida em países do hemisfério norte, reunindo milhões de pessoas, que viajam o mundo inteiro, inclusive para o Brasil, à procura de novas espécies e novos desafios.

Características das Aves



É comum pensar que "a ave é um animal que voa". Porém esta afirmação é incorreta. Algumas aves como o pingüim e a avestruz não voam. Poderíamos afirmar que "as aves eclodem dos ovos". A afirmação é verdadeira, mas esta não é uma característica exclusiva das aves, uma vez que os répteis também possuem tal característica. Dizer que apenas as aves possuem asas também não é correto, pois os insetos, além de outros animais, também as possuem. Lembrando que a tartaruga e o ornitorrinco, que são respectivamente réptil e mamífero, possuem bico, não podemos afirmar que esta seja uma exclusividade das aves. Todavia, é correto afirmar que somente as aves possuem penas .

As Principais Diferenças das Aves



Algumas aves têm pernas altas, pernas curtas. Algumas têm o bico arredondado e espesso, enquanto outras  o têm esguio e aguçado. Estas diferenças existem por fatores de adaptação, ou seja,  um martim-pescador, por exemplo, tem o bico longo e fino para facilitar a pesca do seu alimento. As aves de penas e pescoço compridos podem caminhar na água e pescar nas arrozeiras, já que seu corpo permanece confortavelmente enxuto. Algumas aves, como os patos, possuem membranas entre os dedos para que possam nadar. Outras possuem dedos longos,  providos de unhas, como os pica-paus, para que possam subir nos galhos com mais facilidade.
O pica-pau-do-campo tem o bico pontiagudo, característico das aves insetívoras.
Porém este bico é suficientemente forte para martelar a casca de uma grande árvore em busca,de larvas,uma vez que este é o seu alimento.
É possível,  então, afirmar que as características morfológicas das aves falam muito dos seus hábitos.
A forma do seu bico está ligado a sua alimentação. O tipo dos seus pés está ligado ao ambiente em que vive, assim como o formo das asas.

Alimentação



Para facilitar o estudo das aves, elas também são divididas em grupos de acordo com a sua alimentação. Esta divisão resulta em sete pequenos grupos, o que não  significa que as aves se alimentem apenas conforme conste em cada item desta divisão. Existe ainda um oitavo grupo, as aves onívoras, ou seja, consomem diversos tipos de alimentos, tanto de origem animal quanto vegetal, como o bem-te-vi e o pardal. São grupos alimentares das aves:
Frugívoras: Aves que se alimentam de frutos. Por exemplo: as saíras, os sanhaços e os tucanos. O fato de as frutas conterem pouca proteína faz com que estas aves complementem a sua dieta com recursos animais, principalmente insetos.
Granívoras: Aves que se alimentam de sementes. Por exemplo: canários e os bico-de-lacre.
lnsetívoras: Aves que se alimentam de insetos e de suas larvas, capturados em vôo ou no solo. Por exemplo: andorinhas e pica-paus.
Nectarívoras: Aves que se alimentam do néctar das flores. Por exemplo: beija-flores e o ambacica.
Carnívoras: Aves que se alimentam de corne de animais capturados vivos. Por exemplo: gaviões, falcões e águias.
Piscívoras:  Aves que se alimentam de peixes. Por exemplo: o martim-pescador.
Necrófagas: Aves que se alimentam de carniça. Por extmplo: os urubus.

Reprodução


O processo reprodutivo das aves, no Brasil, ocorre geralmente durante a primavera e o verão. lsto se dá devido ao fato de que nestas estações há uma maior abundância de alimentos a serem oferecidos para os filhotes. Este processo engloba o acasalamento e a nidificação. Nas aves, a dedicação aos filhotes pode ser responsabilidade tanto do macho quanto da fêmea, ou ainda, dos dois. Também ocorrem situações onde os filhotes são criados em "colônias", sob os cuidados de vários adultos.

Aspectos a serem observados



Sempre que um observador de aves está em atividade, ele não busca apenas o contato com a natureza, a paz de espírito transmitida pela prática, a visualização da beleza das aves, mas também busca a identificação da ave observada.
Sempre que se tem este objetivo, se faz necessário para  uma identificação mais fácil e precisa que o observador colete o maior número de informações sobre a ave.
O  primeiro aspecto a ser observado é o tamanho e a forma; e isto pode ser facilmente realizado usando como comparativo uma ave já conhecida (por exemplo: do tamanho de canário, menor que uma gaivota, com a forma de uma galinha).
A seguir, recomenda-se a observação de um dos caracteres mais importantes na identificação, ou seja, a coloração da sua plumagem e de que forma esta coloração está distribuída pelo corpo da ave (esta informação não pode deixar de ser coletada).
Além da coloração da plumagem, muitas aves apresentam alguns detalhes coloridos como listras, pintas, bolas, máscaras, faixas ou mesmo manchas pelo corpo que devem também ser observadas. Outros aspectos importantes a serem observados são o bico, as patas e olhos, devendo-se registrar cor e formato.
Além destas características morfológicas, deve-se registrar também informações sobre o comportamento e o local onde a ave foi avistada, pois podem ser indispensáveis para a identificação da mesma. (Por exemplo: a ave estava mergulhando, caminhava no solo, saltitava no solo, estava numa laranjeira e comendo etc).
Caso seja possível, grave ou anote o tipo de canto da ave, pois esta pode ser uma informação que facilitará na identificação da ave.
A observação de aves requer muita paciência e atenção. É muito difícil guardar todas estas informações mentalmente durante muito tempo e de diversas aves que estão sendo avistadas. Sugere-se que o bom observador de aves utilize bloco de anatações de campo, onde ele poderá anotar cada observação feita sem o risco de esquecer algum detalhe na hora identificar a ave avistada.

Habitat's



É possível dividir as aves de acordo com o ambiente onde vivem. Esta divisão resulta em quatro pequenos grupos:
Aves silvícolas: a maioria das aves e que vive em ambientes de mata fechada.
Aves aquáticas: vivem em ambientes de água doce ou salobra; como rios, lagos e banhados. Exemplos: garças, savacu, biguá e o socozinho.
Aves marinhas: são as aves costeiras ou oceônicas, que dependem do mar para obter alimento. Exemplos: gaivotas e atobás.
Aves limícolas:  são as aves, que freqüentam corpos d'água, como lagunas e manguezais, de água doce ou salobra, alimentando-se de pequenos organismos, retirados do fundo lodoso com o bico. Exemplos: curicaca e maçarico

Em que momento devemos observar



Sugere-se que, para uma observação mais produtiv, a atividade seja realizada no período da manhã, no horário do nascer do sol até às 10h aproximadamente, pois é neste horário que as aves estão em maior atividade (buscando alimentos). Quanto às épocas do ano, no verão e na primavera, as atividades das aves são maiores, pois são períodos reprodutivos onde elas estarão fazendo a corte, cuidando de filhotes e até construindo os ninhos.

Dica



O objetivo principal desta atividade é a visualização das aves, que como são dotadas de uma boa capacidade auditiva e visual, percebem a presença do observador com certa facilidade se esta não se der de forma discreta. A discrição é um dos fatores mais importantes e se dá não apenas com o silêncio, mas com outros aspectos, como as vestimentas, evitando roupas com cores chamativas e movimentos sempre suaves.

GRANDE FLORIANÓPOLIS
Florianópolis
Adrenailha Ecoturismo
Fone: 48 3284-3585
www.adrenailha.com.br

Pousada Natur Campeche
Fone: 48 3237-4011
www.naturcampeche.com.br

Santo Amaro da Imperatriz
Spa Plaza Caldas da Imperatriz
Fone: 48 3245-7080 / 3281-9000
www.plazahoteis.com.br

Ativa Rafting e Aventuras
Fone: (48) 3245-7021 / 99116663 / 84074663
Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.
www.ativarating.com.br/floripa

Águas Mornas
Ativa Rafting e Aventuras
Fone: (48) 3245-7021 / 99116663 / 84074663
Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.
www.ativarating.com.br/floripa

VALE EUROPEU
Blumenau
Coave (Clube de observadores de Aves do Vale Europeu)
Fone: 47 3281-9000
www.coave.org.br

ENCANTOS DO SUL
Imbituba
Vida Sol e Mar
Fone: 48 3254-4199
www.vidasolemar.com.br

COSTA VERDE E MAR
Porto Belo
RPPN Morro dos Zimbros
Fone: 47 3369-4022
www.morrodoszimbro.com.br

CAMINHO DOS PRINCIPES
Itapoá
Reserva Volta Velho
Fone: 47 8854-4780
www.reservavoltavelha.com.br

Guias de Observação de Aves
APIÚNA
Deivit Roberto dos Santos - (47) 8839-6328
IBIRAMA
Jairo Sievers - (47) 3357-9078
LONTRAS
Jairo Sievers - (47) 3357-9078
PRESIDENTE GETÚLIO
Alessandra Fusinato - (47) 9144-8210

Locais para Observar Aves
APIÚNA
Base de operações da Ativa Rafting - (47) 3353-1392
Base de operações da Ibirama Rafting - (47) 3357-2130
Casa Azul - (47) 3391-2318 Ramal 38
Morro Dom Bosco - (47) 8839-6328
IBIRAMA
Floresta Nacional de Ibirama - FLONA-Ibirama* (47) 3357-9064
Pousada dos Amigos da Quinta Dourada - (47) 3357-9032
Recanto Ecológico Família Águida - (47) 8811-3263
Trilha do Ribeirão Taquaras - (47) 3357-9078
LONTRAS
Trilhas das Bromélias - (47) 3357-9078
Recanto Ecológico Família Águida - (47) 8811-3263
Rota 470 Aventuras - (47) 8808-2066
Ninhal das Garças - (47) 3357-9078

* Para adentrar nas trilhas da FLONA, os interessados deverão estar acompanhados de guia.

Bookmark and Share

 
facebook2 rss2


SANTUR - Santa Catarina Turismo

Rua Felipe Schmidt, 249 - 9º andar - Florianópolis/SC - Brasil - Caixa Postal 1221 - CEP 88010-902
Fone: +55 48.3212.6300 Fax: +55 48.3212.6315
Central de Atendimento ao Turista : 0800-6446300

Projeto CIASC | Copyright © 2011 | Joomla! é um software livre com licença GNU/GPL v2.0